terça-feira, 7 de julho de 2009

Mais 35 câmeras serão instaladas em ônibus urbanos

Durante essa semana, mais 35 câmeras serão instaladas em ônibus que fazem linhas na região dos bairros Mário Covas e Centenário. Nesse domingo, foram registrados 10 assaltos a ônibus somente naquela região. Com estas, totalizam 63 câmeras instaladas em veículos do transporte coletivo de Campo Grande. Segundo o diretor presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Espíndola Trindade Júnior, em agosto 30 novos ônibus entrarão em circulação e todos terão o equipamento de segurança.

A instalação de câmeras nos ônibus urbanos teve início no mês de abril último. Ao longo dos próximos dois anos, está previsto um investimento total superior a dois milhões de reais, com colocação do equipamento nos veículos e também nos terminais com monitoramento 24 horas. Além de oferecer mais segurança a usuários e trabalhadores, o objetivo também é o de aprimorar o serviço, uma vez que motoristas e cobradores também serão monitorados.

Os equipamentos focam a visão dianteira, a parte central, o painel do lado de fora e, também, a parte traseira. Cada um tem o custo aproximado de R$ 2,5 mil. A central de monitoramento do sistema está instalada na sede da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano). A medida beneficia diretamente cerca de 300 mil usuários do transporte coletivo na Capital.

Avenida Ceará recebe dois pontos de sinalização semafórica e radar

Considerada uma via arterial por cruzar a cidade da região Norte a Sul, a avenida Ceará está recebendo mais dois pontos de sinalização semafórica e a instalação de um radar com o objetivo de reduzir a alta velocidade constatada na via. A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) está providenciando ainda a sinalização horizontal e vertical nos locais.

Os pontos que recebem os semáforos são no cruzamento com a rua XV de Novembro e em frente ao ponto de integração Hércules Maymone. Segundo o diretor de Trânsito da Agetran, Janine de Lima Bruno, o intuito de instalar a sinalização semafórica no cruzamento com a XV de Novembro é o de reduzir o alto índice de acidente no local, que em grande parte acarreta vítimas fatais.

Além disso, vai organizar o fluxo dos veículos dos alunos da Universidade, localizada na avenida. Já a necessidade de instalar os semáforos no ponto de integração, além também da redução de velocidade, é de fornecer a fluidez do transporte coletivo e proporcionar a segurança da travessia dos alunos e usuários dos ônibus.

Radar – O radar de redutor de velocidade está sendo instalado no viaduto da Ceará com a avenida Afonso Pena. O objetivo é como nos outros casos a redução da velocidade. “Estamos terminando as instalações e as sinalizações horizontal e vertical, em breve colocaremos faixas na pista alertando os motoristas sobre a ativação dos semáforos”, disse Janine.

Fonte/Autor: Maria Antonietta Maksoud DRT/MS 164

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Agetran quer diminuir violência com educação no trânsito

A Divisão de Educação da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) está desenvolvendo um trabalho de prevenção à violência no trânsito em torno de alguns eixos centrais. A principal diretriz leva em conta a necessidade de mudança de comportamento dos motoristas.

“O trabalho tem que ser feito em cima da sensibilidade dos motoristas, porque consciência todos nós temos sobre o respeito às leis de trânsito”, afirma a Chefe da Divisão de Educação da Agetran, Ivanise Rotta. Para ela o trânsito é um reflexo da sociedade em que vivemos, na qual ainda predomina o imperativo de que “somos os donos da rua, precisamos mudar essa cultura, e valorizar a idéia de que o coletivo está à frente do interesse individual”.

As principais infrações cometidas pelos motoristas na Capital são ultrapassar o sinal vermelho e dirigir falando ao celular ou em alta velocidade. Os especialistas no assunto acreditam que as vias largas da cidade incitam os condutores a dirigir numa média de 80Km/h, quando a velocidade não deveria ultrapassar 60 Km/h.

A proposta do departamento de educação da Agetran é de realizar campanhas educativas permanentes, e de firmar parcerias com as empresas para viabilizar o projeto. “Essas campanhas não podem ser pontuais, porque a ação esporádica apresenta um reforço positivo apenas para quem já é um bom cidadão e um bom motorista no trânsito”, explica Ivanise.

Outra questão enfocada pelos educadores no trânsito é alterar o conceito de que as crianças podem ser multiplicadoras e aliadas no projeto de reeducar os motoristas. De acordo com a Chefe da divisão educacional da Agetran “não se pode dar essa responsabilidade para as crianças, quem tem que cuidar delas são os pais. As crianças têm apenas que cuidar de si mesmas como pedestres, ciclistas e passageiras para que, no futuro, saibam ser boas motoristas”, alerta.

Estatísticas no trânsito

Os estudos empreendidos pelos órgãos de trânsito revelam que qualquer infração cometida pelo motorista pode causar acidentes com vítimas fatais. As análises também apontam que 95% dos acidentes registrados no país são provocados por falha humana, e apenas 5% deles resultam de falha mecânica ou da via pública.

De janeiro à maio deste ano o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) registrou 2.801 acidentes em Campo Grande. Desse total 1.975 colisões foram com vítimas não fatais, e 24 com vítimas fatais.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde em 2008, Mato Grosso do Sul ocupou o segundo lugar no país (perdendo apenas para Santa Catarina) em mortes no trânsito para cada 100 mil/habitantes.

Fonte/Autor: Júlia Torrecilha

Agetran encerra hoje inscrições do curso auxiliar de Mototaxistas

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), em parceria com o Sindmototaxi (Sindicato dos Mototaxistas), promove o curso de formação para condutor auxiliar de veículo de moto-táxi, abrindo mais 200 vagas para novos profissionais. As inscrições foram prorrogadas até hoje, segunda-feira (06.07).

A primeira etapa é o exame psicológico que acontecerá a partir do dia 06 de julho sendo eliminatório. Somente os aprovados nesse exame receberão instruções sobre os seguintes temas: noções gerais sobre condução de moto-táxi; legislação de trânsito; relações humanas; gestão empresarial; regras de circulação; prevenção de acidentes; primeiros socorros; noções básicas de prevenção veicular e prática de direção veicular. O objetivo do curso visa segurança e qualidade dos serviços prestados por esta categoria.

Para obter a carteira de condutor auxiliar, conforme decreto n. 8.336/01 de 27/11/01, todos os Mototaxistas deverão ter participado deste curso e obter no mínimo 75% de aproveitamento. As inscrições poderão ser feitas na Agetran no setor de Educação para o Trânsito, rua, Travessa Pires de Matos, 51,B.Amambaí fone,3314-3456 ou no sindicato da categoria (Sindmototaxi), localizado na rua Antônio Maria Coelho, 696, centro. O telefone da entidade é 3042-8939.
Documentos exigidos:

Para a inscrição o Condutor de Veículo de Mototáxi auxliar, o Candidato deverá atender aos seguintes requisitos: Ser maior de 21 anos; Ser Habilitado na Categoria A; Apresentar fotocópia da Cédula de Identidade, CNH, CIC e Título de Eleitor; Apresentar Certidão Negativa do registro de distribuição Criminal relativo aos crimes de Homicídio, Roubo, Estupro, Corrupção de menores e Porte, Tráfico ou uso de Substâncias entorpecentes; (Original do Fórum) Residir no Município de Campo Grande-MS, devendo apresentar cópia do Comprovante de Residência atualizado; Possuir, no mínimo, Escolaridade até 4ª série Primária, (cópia do modelo 18); Apresentar cópia do Certificado de Reservista ou dispensa do Serviço Militar. (para o Candidato do sexo Masculino); Estar quites com as obrigações Eleitorais (cópia do comprovante da ultima eleição); Os Candidatos deverão trazer 1 foto 3x4; Somente o Candidato considerado Apto no Exame Psicopedagógico, realizará o Curso de Formação para Condutor de Veículo de Mototáxi.

Fonte/Autor: Emidio Denardi MTB/MS 488

Servidores vão deixar veículos na garagem dia 16 de julho

No próximo dia 16 de julho os funcionários da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) vão repetir a atitude de deixar os veículos na garagem para usar o ônibus do transporte coletivo até o trabalho.

A ação faz parte da campanha da Agetran que visa incentivar os servidores a andarem de ônibus para contribuir com a diminuição do número de veículos nas ruas de Campo Grande, reduzindo a emissão de gases poluentes.

A primeira edição da campanha, que aconteceu no dia 18 de junho teve a adesão de 70% dos servidores que utilizam carro ou moto para deslocar-se até o órgão. A Agetran possui 270 funcionários.

Para a técnica da divisão de educação para o trânsito, Vera Lúcia de Matos, a experiência valeu a pena. “Acredito que deixar o meu carro na garagem e, com isso, a comodidade de lado por algumas vezes em prol de um bem maior, como a diminuição dos gases poluentes emitidos pelos veículos, me dá a sensação de dever cumprido em colaboração com o meio ambiente”, considerou a funcionária.

De acordo com o diretor presidente da Agetran, Rudel Trindade, o serviço oferecido pelo transporte em massa da Capital possui grandes vantagens. “Além do sistema de tarifa integrada, permite deslocamentos por toda a cidade pagando apenas uma passagem, pois a Campo Grande dispõe de terminais para longos trajetos. Nosso sistema permite integração temporal”, reforçou o presidente da agência.

SIT – O Sistema Integrado de Transporte (SIT) de Campo Grande foi implantado em 1991. O programa consiste em proporcionar ao usuário a opção de deslocamento, por meio da integração física e tarifária, entre os terminais de integração.
Segundo informações da Agetran, cerca de 300 mil passageiros utilizam diariamente as 162 linhas disponíveis para atender a cidade. Outro aspecto positivo do transporte coletivo é que 50% dos ônibus são adaptados para pessoas com necessidades especiais. A frota é composta por 535 veículos.

Outras datas – Após o dia 16 de julho a campanha tem mais quatro datas programadas para os funcionários da Agetran, que estiverem dispostos em participar, mostrarem essa nova atitude fazendo o trajeto para o trabalho de ônibus. Confira a programação: 20 de agosto, 17 de setembro, 15 de outubro e 19 de novembro.


Fonte/Autor: Eliza Moreira DRT/MS 106

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Agetran prorroga inscrições do curso auxiliar de Mototaxistas

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), em parceria com o Sindmototaxi (Sindicato dos Mototaxistas), promove o curso de formação para condutor auxiliar de veículo de moto-táxi, abrindo mais 200 vagas para novos profissionais. As inscrições foram prorrogadas para próxima segunda-feira (06.07).

A primeira etapa é o exame psicológico que acontecerá a partir do dia 06 de julho sendo eliminatório. Somente os aprovados nesse exame receberão instruções sobre os seguintes temas: noções gerais sobre condução de moto-táxi; legislação de trânsito; relações humanas; gestão empresarial; regras de circulação; prevenção de acidentes; primeiros socorros; noções básicas de prevenção veicular e prática de direção veicular. O objetivo do curso visa segurança e qualidade dos serviços prestados por esta categoria.

Para obter a carteira de condutor auxiliar, conforme decreto n. 8.336/01 de 27/11/01, todos os Mototaxistas deverão ter participado deste curso e obter no mínimo 75% de aproveitamento. As inscrições poderão ser feitas na Agetran no setor de Educação para o Trânsito, rua, Travessa Pires de Matos, 51,B.Amambaí fone,3314-3456 ou no sindicato da categoria (Sindmototaxi), localizado na rua Antônio Maria Coelho, 696, centro. O telefone da entidade é 3042-8939.
Documentos exigidos:

Para a inscrição o Condutor de Veículo de Mototáxi auxliar, o Candidato deverá atender aos seguintes requisitos: Ser maior de 21 anos; Ser Habilitado na Categoria A; Apresentar fotocópia da Cédula de Identidade, CNH, CIC e Título de Eleitor; Apresentar Certidão Negativa do registro de distribuição Criminal relativo aos crimes de Homicídio, Roubo, Estupro, Corrupção de menores e Porte, Tráfico ou uso de Substâncias entorpecentes; (Original do Fórum) Residir no Município de Campo Grande-MS, devendo apresentar cópia do Comprovante de Residência atualizado; Possuir, no mínimo, Escolaridade até 4ª série Primária, (cópia do modelo 18); Apresentar cópia do Certificado de Reservista ou dispensa do Serviço Militar. (para o Candidato do sexo Masculino); Estar quites com as obrigações Eleitorais (cópia do comprovante da ultima eleição); Os Candidatos deverão trazer 1 foto 3x4; Somente o Candidato considerado Apto no Exame Psicopedagógico, realizará o Curso de Formação para Condutor de Veículo de Mototáxi.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Vão até sexta-feira as inscrições para o curso de mototaxista promovido pela Agetran

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), em parceria com o Sindmototaxi (Sindicato dos Mototaxistas), promove o curso de formação para condutor auxiliar de veículo de moto-táxi, abrindo mais 200 vagas para novos profissionais. As inscrições terminam na próxima sexta-feira (03.07).

A primeira etapa é o exame psicológico que acontecerá a partir do dia 06 de julho sendo eliminatório. Somente os aprovados nesse exame receberão instruções sobre os seguintes temas: noções gerais sobre condução de moto-táxi; legislação de trânsito; relações humanas; gestão empresarial; regras de circulação; prevenção de acidentes; primeiros socorros; noções básicas de prevenção veicular e prática de direção veicular. O objetivo do curso visa segurança e qualidade dos serviços prestados por esta categoria.

Para obter a carteira de condutor auxiliar, conforme decreto n. 8.336/01 de 27/11/01, todos os Mototaxistas deverão ter participado deste curso e obter no mínimo 75% de aproveitamento. As inscrições poderão ser feitas na Agetran no setor de Educação para o Trânsito, rua, Travessa Pires de Matos, 51,B.Amambaí fone,3314-3456 ou no sindicato da categoria (Sindmototaxi), localizado na rua Antônio Maria Coelho, 696, centro. O telefone da entidade é 3042-8939.